IMHO

Na humilde opinião de Vinícius Versiani Durães


Foi-se o tempo do IMHO. Mas vamos continuar no www.idiosyncrasia.blogspot.com. Vamos acompanhar!

Hoje é domingão, dia de assistir ao paredão do BBB Oscar, é claro! Aquela premiação chatíssima e longa que todo cinéfilo diz que odeia, mas na verdade adora. E já que faz décadas que não escrevo sobre nenhum filme neste blog, talvez porque tenho trabalhado como um escravo nas últimas semanas, vou escrever sobre os principais filmes que estão concorrendo e que eu vi, obviamente.

Avatar ★ ★
Avatar. James Cameron. EUA/Reino Unido, 2009.

Assisti ao blockbuster de James Cameron ontem, só para pode escrever sobre ele antes do Oscar. Olha como sou dedicado. Fiz questão de vê-lo em IMAX, para poder desfrutar de toda a tecnologia que Cameron desenvolveu. Avatar realmente impressiona, se visto nesta tecnologia. Desde os efeitos tridimensionais até as belas cores do planeta Pandora e as criações originais dos seres que o hatibam, tudo é um colírio para os olhos. Infelizmente, a história não acompnha tamanha empolgação visual. Avatar é uma versão futurista de Pocahontas, com seres azuis gigantescos no lugar dos aborígenes, e Pandora no lugar da América. Cameron exagera nos clichês e todos sabem que seu texto rivaliza com a poesia de George Lucas. Confesso que senti vergonha alheia quando os seres azuis dançam sentados na frente da árvore das almas, ou coisa que o valha. Enfim, Avatar é um paradoxo: Cameron levou anos e anos para criar tanto avanço tecnológico, mas o verdadeiro fim se prestou a contar uma história que já conhecíamos há muito tempo.

Preciosa ★ ★
Precious: based on the novel "Push" by Sapphire. Lee Daniels. EUA, 2009.

Curiosamente, me fez lembrar de Amélie Poulain em seus devaneios fantasiosos. Mas essa é a única semelhança. Preciosa conta a difícil história de uma garota pobre, negra e obesa, grávida do segundo filho, fruto dos abusos de seu pai. A sinopse é tão dura quanto é possível mas, felizmente, Lee Daniels não passa o filme inteiro tentando buscar momentos de forte apelo emocional. Pelo contrário: sua protagonista, Precious apresenta um curioso pragmatismo diante de suas dificuldades, não se resumindo a uma vítima das circunstâncias. Atuações impressionantes de todo o elenco, incluindo a comediante Mo'nique como o monstro que é a mãe de Precious, e um belo tralho de direção de arte destacam Precious como um dos melhores filmes de 2009.

Amor sem Escala ★ ★
Up in the Air. Jason Reiman. EUA, 2009.

Jason Reitman se consagra com um dos melhores cineastas de dramédia. Depois do ótimo Juno, Reitman volta com um texto criativo e atual sobre a crise econômica americana, através da perspectiva de Ryan Bingham (George Clooney), profissional responsável por demitir pessoas. Um prato cheio para o mundo corporativo em crise, se não fosse pela "brilhante" idéia da nova funcionária da empresa, interpretada pela Anna Kendrick - fazer as demissões por video-conferência, o que coloca em risco o emprego e o way of life de Bingham, acostumado a passar 95% do tempo em hotéis e ponte aérea. Amor sem escala (que péssima tradução) tem aquele humor ácido da boa comédia americana, mas ao mesmo tempo tem bons momentos tocantes, boas atuações de Clooney e Vera Farmiga (enquanto Kendrick está um pouco forçada aqui e ali).

Bastardos Inglórios ★ ★
Inglorious Basterds. Quentin Tarantino. EUA/Alemanha, 2009

Tarantino: ame-o ou deixe-o. Porque são tantos cacoetes, tanto "estilo", que a coisa ficou binária. Eu estou no time de quem curte o estilo pop de fazer cinema do cara. Tarantino reescreve a história da segunda guerra ao seu bel prazer e conta para isso com um elenco estelar encabeçado por Brad Pitt, impagável como um coronel cujo objetivo é escalpelar os nazistas. Quem rouba a cena aqui é o Christoph Waltz como o coronel nazista badass Landa. Bastardos Ingórios tem cenas tipicamente tarantinianas como o jogo Perfil que acaba terrivelmente errado. Tarantino acerta também ao respeitar as nacionalidades dos personagens: atores franceses fazem personagens franceses que falam francês e por aí vai. Bastardos Inglórios certamente agradará os fãs de Tarnatino, mas também não conseguirá converter o espectador que é indiferente a sua filmografia.

Bem, faltou falar de "Educação", "Julie & Julia", "Distrito 9", "Star Trek" e "A Fita Branca", mas estou muito cansado para continuar. Amanhã eu reviso os erros de português - ou não. Bom oscar para todos. Estou comentando no twitter, a quem interessar possa.

Normalmente eu adianto nesse blog os indicados ao Oscar - serão apresentados amanhã. Mas esse ano, com 10 filmes a serem indicados na categoria principal, e a obviedade dos outros prêmios, está dando uma preguiça... Mas vamos lá, isso se eu não dormir em cima do teclado antes.

Melhor Filme
1 Avatar
2 Guerra ao Terror
3 Amor sem Escalas
4 Precious: Based on the novel "Push" by Sapphire ("Preciosa" não tem graça)
5 Bastardos Inglórios
6 Up - Altas Aventuras
7 Educação
8 Distrito 9
9 Um Homem Sério
10 Invictus The Blind Side

Olha que surpresa [/rubens]. The Blind Side, o filme que dará o Oscar para Sandrinha, foi indicado no lugar de Invictus do Clintão. Acho que nenhum dos dois fede nem cheira. A disputa está entre Avatar e Guerra ao Terror, com uma certa vantagem para o primeiro.

Melhor Ator
1 Jeff Bridges por Crazy Heart
2 George Clooney por Amor sem Escalas
3 Morgan Freeman por Invictus
zzzzzzz
(Jeremy Renner e Colin Firth, que nem no SAG).

Bingo! e Jeff Bridges ganha.

Melhor Atriz
1 Sandra Bullock por The Blind Side
2 Meryl Streep por Julie & Julia
3 Carey Mulligan por Educação
o resto não vai ganhar mesmo
(gabourey sidibe e helen mirren devem compor os outros 2 nomes)

Bingo! E Sandrinha deve ganhar. Mais um ano que Meryl sai de mãos abanando. Aliás, ela deveria ser hors concours. Todo ano ela entrega.

Melhor Ator Coadjuvante
1 Christopher Waltz por Bastardos Inglórios
zzzzzzzz
sério, nem vale a pena comentar os outros. Waltz já ganhou.
(tá bom: Stanley Tucci, Christopher Plummer e Woody Harrelson, talvez Matt Damon)

Bingo de novo. Waltz leva.

Melhor Atriz Coadjuvante
1 Mo'nique por Precious
2 e 3 - As 2 de Amor sem Escalas
Mo'nique já ganhou mesmo, vcs querem saber quem mais vai ser indicado?
(ok ok, Marion ou Penelope vão por Nine... e Mélanie Laurent ou Diane Kruger por Bastardos. Eu aposto em Penelope e Mélanie.)

Olha que surpresa [/rubens]. Maggie Gyllenhaal, uma atriz que eu gosto muito, foi indicada por Crazy Heart, no lugar de Mélanie. E Penelope foi indicada.

Melhor Roteiro Original
1 Bastardos Inglórios
2 Guerra ao Terror
3 Up - Altas Aventuras
4 e 5 - no idea. pode ser um homem sério dos cohen e mais algum X (500 dias com ela? se beber não case? jogos mortais vi? - brincadeirinha)

O filme X foi "The Messenger"- qual? pois é.

Melhor Roteiro Adaptado
1 Precious: Based on the novel "Push" by Sapphire - detalhe que outro dia que eu quase comprei a novel "Push" by Sapphire na cultura, pena que só achei a versão traduzida, com o título "Preciosa", o que me fez quase que imediatamente mudar de idéia. Tenho certeza que se fosse a novel "Push" by Sapphire, em língua original, teria comprado sem pestanejar.
2 Amor sem escalas - qual não é minha surpresa que esse filme é um roteiro adaptado. Bomba bomba bomba.
Qualquer outro filme não tem a menor chance de levar Oscar. Dito isso, queria comentar minha indignação que "Where the Wild Things Are", um dos roteiros adaptados mais "originais", não vai ser lembrado amanhã. Mas só por completeza, Educação de Nick Hornby vai ser indicado também.

Os outros dois foram In The Loop e - olha que surpresa - Distrito 9. Já disse que adoro Distrito 9?

Melhor Diretor
1 e 2 - James Cameron e sua ex Bigelow, só pra dar climão - e aqui o negócio está bem empatado
3 Lee Daniels por Precious: based on the novel "Push" by Sapphire
4 Jason Reitman
5 Taratino ou Clintão

Bingo de novo. E a parada está dura entre Cameron e a mulher Bigelow. Parece que a academia quer dar um oscar de direção para uma mulher pela primeira vez na história - olha que surpresa.

Melhor Animação
1 Up - Altas Aventuras
.
.
.
2 3 4 5 algum filme tem alguma chance de concorrer com Up? Vai: Coraline, Ponyo The Secret of Kells, O Fantástico Sr. Raposo e A Princesa e o Sapo devem ser mencionados bem rapidamente.

Secret of o quê? Ninguém viu esse filme. O restante não era nenhuma surpresa. No love for Myiazaki esse ano.

O resto são aquelas categorias técnicas chatas que não valem a pena serem lembradas. Avatar vai ser indicado para praticamente todos os prêmios técnicos. Distrito 9 vai concorrer e ganhar maquiagem. Harry Potter vai ser indicado em alguma coisa e não vai ganhar de novo, coitado. Star Trek tb vai concorrer nas técnicas. E basta por hoje.

As indicações saem amanhã às 11:30. Veremos se eu acertei ou o quanto eu vou pagar a minha ousadia anual de brincar de Mãe Dinah.

Feliz ano novo a todos! E hoje é Globo de Ouro, quem diria? Vou fazer a tradicional cobertura ao vivo por aqui. Quem quiser assistir, vai passar na TNT, a partir das 22h, com comentários do Rubens, que nós amamos, olha que surpresa. Como eu não tenho TV a cabo em casa, acompanharei a transmissão por aqui.

Vamos dar uma olhadinha nos indicados?

MELHOR FILME DRAMA
Avatar
The Hurt Locker
Inglourious Basterds
Precious: Based On The Novel Push By Sapphire
Up In The Air

Inicialmente, é importante dizer (pra quem não sabe, obviamente) que quem vota no glodo de ouro são uns 90 jornalistas estrangeiros de Hollywood. Ou seja, muitas vezes os votos deles são totalmente imprevisíveis, uma vez que eles não tem o menor compromisso com qualidade. Os prêmios são sempre pulverizados, eles gostam de agradar todo mundo. Dito isso, qualquer um dos indicados (menos Inglorious Basterds) tem chance de ganhar nessa categoria. O hype do momento está em Avatar (hello segunda maior bilheteria da história) mas as vezes os velhinhos votam em algum menos favorito (lembrem que Atonement ganhou esse prêmio years ago).

Previsão: Avatar
Preferência: Precious based on the novel push by sapphire (ainda não vi mas já torço).

MELHOR ATRIZ DRAMA
Emily Blunt – The Young Victoria
Sandra Bullock – The Blind Side
Helen Mirren – The Last Station
Carey Mulligan – An Education
Gabourey Sidibe – Precious: Based On The Novel Push By Sapphire

Esse é o ano de Sandrinha. Inclusive está cotada para ganhar melhor atriz no Oscar. Who would say?

Previsão: Sandrinha
Preferência: Sandrinha

MELHOR ATOR DRAMA
Jeff Bridges – Crazy Heart
George Clooney – Up In The Air
Colin Firth – A Single Man
Morgan Freeman – Invictus
Tobey Maguire – Brothers

Tão dizendo por aí que o Jeff Bridges vai ganhar como prêmio da obra, mas sei não. Giorgio é bem capaz de surpreender.

Previsão: Jeff/Giorgio
Preferência - none.

MELHOR FILME COMÉDIA/MUSICAL
(500) Days Of Summer
The Hangover
It's Complicated
Julie & Julia
Nine

Como eu disse, o Globes gosta de agradar todo mundo, por isso dividem em categorias drama e comédia/musical. Melhor filme vai sair pra The Hangover (Se beber não case) - huge hit.

Previsão - The Hangover
Torcida - (500) Days Of Summer - que filme maravilhoso. Luv it.

MELHOR ATRIZ COMÉDIA/MUSICAL
Sandra Bullock – The Proposal
Marion Cotillard – Nine
Julia Roberts – Duplicity
Meryl Streep – It's Complicated
Meryl Streep – Julie & Julia

Meryl² esse ano. Meryl vai ganhar de Meryl. Difícil competir contra ela. Julie & Julia tem sua atuação fabulosa. Agora Julia Roberts concorrendo por Duplicity? C'mon. É por essas e por outras que o Globes não tem a menor credibilidade.

Previsão - Meryl
Torcida - Meryl

MELHOR ATOR COMÉDIA/MUSICAL
Matt Damon – The Informant!
Daniel Day-Lewis – Nine
Robert Downey Jr. – Sherlock Holmes
Joseph Gordon-Levitt – (500) Days Of Summer
Michael Stuhlbarg – A Serious Man

Nenhuma idéia nessa categoria. Pode dar Robert, todo mundo gosta dele.

Previsão - ? / Robert
Torcida - Joseph Gordon-Levitt - 500 dias com ela. Já disse que adorei esse filme?

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Penélope Cruz – Nine
Vera Farmiga – Up In The Air
Anna Kendrick – Up In The Air
Mo'nique – Precious: Based On The Novel Push By Sapphire
Julianne Moore – A Single Man

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Matt Damon – Invictus
Woody Harrelson – The Messenger
Christopher Plummer – The Last Station
Stanley Tucci – The Lovely Bones
Christoph Waltz – Inglourious Basterds

Mo'nique e Waltz. Period.

Basta por enquanto né? Volto já-já.

MELHOR ANIMAÇÃO
Cloudy With A Chance Of Meatballs
Coraline
Fantastic Mr. Fox
The Princess And The Frog
Up

Up. Precisa perguntar por que? Best movie evah.

PAUSA. Estão mostrando um vídeo engraçadíssimo agora do pessoal que ganhou os Globes e estava no banheiro na hora :D lol.

Vamos continuar? Melhor filme estrangeiro eu pulo. Melhor diretor vai para Kathryn Bigelow, ex-mulher de James Cameron, tb indicado por Avatar. Bigelow fez The Hurt Locker (Guerra ao Terror), filme que ninguém viu e que está cotado para ganhar melhor filme no Oscar. Bizarro né?

Melhor Roteiro vai para Up in The Air (tem q ganhar alguma coisa, não?). Melhor trilha acredito que vai pra Michael Giacchino. Fez um trabalho excelente. Se bem que eu acabei de assistir a Where The Wild Things are e achei a trilha sonora fantástica. Então espero que ganhe um dos dois. Melhor música, eu pulo também. No idea. E aqui acabamos os prêmios para cinema.

Prêmios da TV
Vou dar meus pitacos também para os prêmios de Tv. Por que não? Tudo bem que já não assisto a mais séries como antes, agora sou um trabalhador quase rural. Será que eu vou acertar algum palpite? Veremos.

Melhor série drama - estão concorrendo True Blood e Dexter que eu assisto e adoro. Doctor House eu desisti de ver, cansei da mesmice. Talvez um dia eu volte a ver. Mas acredito que quem vai ganhar mesmo é Mad Men.

Melhor atriz de drama - Será que Anna Paquin gana de novo? Acho que não. Prefiro não arriscar nessa categoria.

Melhor ator - Michael C Hall merece este prêmio há, vejamos, quatro anos de atuação flawless em Dexter. A notícia de que ele está lutando contra um linfoma de Hodgkin certamente teria influenciado na votação mas foi divulgada após o encerramento. Enfim, talvez Doctor House ganhe pela enésima vez ou ganhe outro ator. Tb não tenho idéia.

Melhor série comédia ou musical - Glee na cabeça.

Melhor ator/atriz comédia/musical - no idea tb. Quer dizer, os óbvios Tina Fey e Alec Baldwin ganharam trocentas vezes, acho que os tios jornalistas não vão votar neles de novo.

Bem, encerro meus palpites por aqui. Espero somente que a Jane Lynch ganhe o prêmio de atriz coadjuvante para séries de TV. Ela está simplesmente incrível em Glee.

Volto quando começar o Golden Globes.

Red Carpet
Aiai, nem sei se vale a pena comentar. Agora Fergalicious e Josh Duhamell, sei lá se é assim que escreve. Rolou alguma crise no casamento deles (será que o Josh a confundiu com uma trava? não seria impossível). Mas eles parecem bem juntos. Omg como eu levo vocação para Rubens.

OMG a atriz de precious is huge! estou louco pra ver esse filme, deve ser uma emoção atrás da outra. Preciso aprender o nome dela, é Gabrielle alguma coisa Gabourey Sidibe. Não sei de onde tirei Gabrielle.

Ieba, vai começar em minutos!

Começou. Aquele link que eu divulguei não está funcionando. Achei um pelo justin.tv que está osso, pedindo uma pro account de minuto em minuto. ó céus.

Mo'nique, Tony Colette e John Lithgow já ganharam. Uhuuuuuuuuu! Go Trinity Killer!

Lá vem melhor animação. Será qie vai dar up? qual ganhou? que raiva do justin.tv! Up ganhou.

Está impossível ver pelo justin.tv. Too bad. Anotação mental pra comprar tv a cabo ano q vem.

Miichael C Hall ganhou!!! iebaaaaaaaaa. Todos na torcida para sua recuperação. Ele é casado com a irmã da série, so awkward. Enfim, Michael está carequinha por causa do tratamento pro Linfoma. Such a great actor.

Melhor atriz drama. Julianne Margullies, por uma série Y - Good Wife. who cares? Comercial.

Vorrtou. Harrisson Ford no palco faldno de Up In The Air. Parece ser um filme interessante. Vi o trailer hoje no cinema. Direção de Jason Reitman, de Juno, que filme bacana.

Cher and Christina Aguilera fazendo piada porque as duas estão apresentando juntas - estão no mesmo filme. Apresentam o prêmil de melhor música. Indicados: Cinema Italiano, do filme fail Nine; música de Avatar, Up in the Air, Crazy Heart e Brothers, música do U2. será que Bono leva? A música do Crazy Heart ganhou. Os velhlinhos tem um gosto esquisito para música.

Melhor trilha agora. UP ou Wild Things? Avatar seria boring. Vediamo. Cher quase ia dizer "And The Oscar goes to..." que tosca. Michael Giacchino ganhou, iebaaaaaaaaaaa. Essa trilha faz chorar.

Aproveitando o comercial, estou gostando dos prêmios até agora. Quer dizer, Dexter ganhou dois prêmios, não tem como não ficar feliz. Michael C. Hall é um puta ator talentoso que está passando por um momento super difícil. Opa, vai rolar indicação do líder Serginho Orgastic no BBB. Mas esse blog não é para isso. Voltemos ao Golden Globes. John Lithgow, impecável no papel do assassino Trinity, também foi reconhecido. Mo'nique ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante - ela vai ganhar todos os prêmios da temporada, anotem o que eu digo. Up é um filme delicioso e a trilha sonora mais gostosa ainda.

Voltou. Melhor mini-serie. Vai ganhar Grey Gardens. Vejamos. Adoro a Drewba, estou torcendo pra ela. Into the storm tem alguma chance. O prêmio vai para... Grey Gardens. Dá-lhe Drewba!

Estão expulsando a tchurma de Grey Gardens do palco. Tom Hanks fez uma piadinha com Stanley Tucci em Julie & Julia. Ótimo filme, excelente atuação de Meryl. Amy Adams é lovely porém chatinha no filme.

Melhor atriz comédia/musical. Prêmio importantezinho. Marion está linda. Sandrinha as usual adorável. Julia Roberts ZzzzzzzZZzz. Dá-lhe Meryl². Quem será que ganha? Adooooooooro Meryl. E Meryl ganhou!!! por Julie & Julia, conforme eu havia previsto. Dá-lhe Meryl. Quem será capaz de cortar o discurso dessa mulher? E não é que ela parecia emocionada, mesmo depois da enésima indicação e x-ésima vitória? Whatta classy lady,

Ieba, estão mostrando o clip de Precious based on the novel push by sapphire. Eu quero MUITO ver precious based on the novel push by sapphire. Não parece ser um ótimo filme, o precious based on the novel push by sapphire?

Kevin Costner ganhou o prêmio de ator para filmes de Tv. Agora melhor atriz para filme de TV. Anna Paquin também está concorrendo. Sigourney weaver, drewba e jessica lange. Drewba ganhou!!!! Vivaaaaaaaaaaa. Adoro Drew Barrimore. E Drewba está citando Mo'nique no discurso. Ela está emocionada. O discurso não fez o menor sentido, mas who cares? Mais um comercial.

Trechinho sobre It's Complicated, ou o filme em que Meryl transa com Alec Baldwin. Será tema suficiente para me fazer querer ver esse filme? Not really sure 'bout that.

Melhor roteiro. Tipos, Nancy Meyers concorrendo melhor roteiro só faz o golden globes perder a credibilidade. Será que Quentin leva? Como eu tinha previsto, Jason Reitman ganhou por up in the air, i'm that good.

Melhor ator de série comédia/musical. será que Alec Baldwin vai ganhar de novo? Ganhou. Que falta de criatividade hein velhinhos jornalistas. Alec nem estava lá pra receber.

Mais um comercial. Até que está andando rapidinho. Quantas categorias ainda faltam? Amanhã eu tenho que trabalhar.

Samuel no palco. Everybody adores him. Falando do "feel good film of the year" Inglorious Basterds. Tarantino continua em sua ótima forma. Pra que tanta pompa pra receber Sophia Loren? Todo mundo aplaudindo ela de pé? Eu aproveitaria para comer a sobremesa. Ah, claro, filme estrangeiro.

Almodovar está concorrendo mas falaram tão mal desse filme. Gostei do preto e branco alemão. E não é que ele ganhou? The White Ribbon. que vacilo cortar o velhinho diretor do filme alemão. ele tem dificuldade pra discursar gente, quem não teria? Tipos o velhinho alemão era Michael Haneke. Oh fuck. Estou me sentindo mal agora.

Melhor série drama, big prize. Torcida para Dexter, ms vai dar Mad Men. Será que é tão boa assim? True Blood ruleia as well. Mad Men ganhou. Que saco, odeio essas séries que ganham tudo. Já tá tocando musiquinha, cai fora careca.

Taylor Lautner está apresentando (500) Days iof Summer, que filme delicioso. as crepusculetes devem ter ido ao delírio agora.

Prêmio de melhor atriz coadjuvante de Tv. Jane Lynch TEM que ganhar. Chloe Sevigny ganhou, afffe. Nem sei escrever o nome dela. Tb não vou aprender. Mentira, vou sim, é Chloï, que nome bonito. Bem, aparentemente eu tinha escrito certo, o globes que escreveu errado. Chloe Sevigny. Whatever, Jane Lynch merecia.

Hale Berry apresentando melhor ator coadjuvante de filme. Christopher Waltz SO vai ganhar. Não disse? Mais do que merecido, ele simplesmente rouba todas as cenas de Inglorious Basterds.

Alguém explica o fetiche do Scorcese pelo Leo DiCaprio? Só pra constar.

De Niro fazendo piadinhas sem graça no palco. Vai apresentar o prêmio Cecille B. Demile. Escreve assim? Who Cares. Cecil B. DeMille. Passando clipezinho de todos os filmes dele. E tem muitos, pode acreditar. Hoje eu vi o trailer de The Shutter Island. Parece ser um bom suspense, daqueles 4 estrelas. O tempo dirá. O que me irrita é que esses prêmios para a carreira tomam um tempo absurdo da transmissão e todo mundo já sabe quem vai ganhar. Está tocando New York New York, que coisa cafona. ZzzzzzZZz já deu né Scorcese.

Mais um comercial. Agora só devem faltar uns 87 prêmios. Daqui a pouco eu vou dormir.

Jodie Foster vai colar velcro apresentar The Hurt Locker. Alguém viu esse filme? Não acredito que ele vai ganhar o oscar de melhor filme.

Mel Gibson apresentando melhor diretor. Ex-maridos e mulher James Cameron e Kathryn Bigelow concorrendo. Cameron ganhou! depois de 50 anos sem fazer um filme. Pelo menos quando ele faz, sempre dá uma graninha boa. Eu ainda não consegui ver Avatar. Verei em Imax, claro.

Olha a 13 aí. Que decotão hein. Melhor série comédia/musical. 30 Rock de novo não né. To sentindo que vai ser pra Glee. Let's see. Ieba, Glee ganhou! Sabia! That's awesome. Adoro Glee, prontofalei.

E não é que Mike Tyson está no palco? Que bizarro. Apresentando The Hangover claro. Engraçadinho esse filme.

Reese "cara de joelho" vai apresentar melhor comédia/musical. Hangover vai ganhar claramente. Vou aproveitar pra ir no banheiro. Não perdi nada.

Ai ai, que sono. Não acaba essa porcaria? Governator no palco, unexpected. Introduzindo Avatar. Fazendo piadinha que a metade da grana que o filme está fazendo vai para o Estado.

Mickey Rourke no palco apresentando melhor atriz. Emily Blunt, Sandrinha estamos torcendo por vc. Helen Mirren, vc já ganhou pela rainha. Mulligan, eu não sei escrever seu nome. Sidibi, vc é mara. Sandrinha ganhou! ieba. Quem diria que um dia Sandra Bullock iria ganhar prêmio de melhor atriz drama? Se fosse ainda prêmio de melhor atriz de comédia romântica... Estão cortando Sandrinha do palco, que absurdo. bjumiliga.

Sally Hawkins, totalmente esnobada ano passada pelo Oscar, vai apresentar melhor ator comédia/musical. imprevisível esse premio. Robert Downey Jr. ganhou! Todo mundo gosta mesmo dele né. Vai, não era tão imprevisível assim. Robert é o exemplo de como alguém pode se reerguer, um exemplo de superação.

Kate Winslet vai apresentar o prêmio de melhor ator/drama. Pq estão mostrando DiCaprio? Ele nem está concorrendo. Acho que vai pro Jeff Bridges, ou seria George Clooney, ou seria Colin Firth, ou seria Morgan Freeman? Tobey Maguire que não vai ser. Jeff Bridges ganhou. Não é que eu acertei praticamente todas as minhas previsões? Depois eu tenho que conferir.

Oh mine. Acho que está acabando. Amanhã vai ser foda.

Pronto, Julia Roberts vai dar o melhor filme de drama para Avatar. Fim. MAs bem que Precious: Based on The Novel Push By Sapphire poderia ganhar. Avatar ganhou obviamente.
Fui dormir. boa noite.

Up - Altas Aventuras ★ ★
Pete Docter e Bob Peterson. Up. EUA, 2009



O subtítulo brasileiro remete a saudosa "Sessão da Tarde", mas Up é muito mais do que o entretenimento por vezes infantil que tradicionalmente é exibido na grade vespertina da rede Globo. É difícil ser repetitivo com essa história de "o melhor filme da Pixar até agora", porque a cada ano que passa, a produtora de animações parece se superar - foi assim com Os Incríveis, Ratatouille (meu favorito pessoal), Wall-E e, agora, Up. Todos títulos inteligentes e divertidos, cada um com seu charme e certamente já podem ser considerados novos clássicos.

O que Up tem de diferente? Nos primeiros dez minutos, já estava chorando copiosamente, para logo depois estar rindo como um imbecil. Up tem emoções fortes. A trilha sonora de Michael Giacchino, tradicional colaborador do estúdio de John Lasseter e compositor da série LOST, certamente ajuda - ele compôs um leitmotiv especialmente marcante ao remeter o amor e a devoção do senhor Fredricksen à sua falecida esposa. Os personagens são mais vivos do que muitos filmes de "carne e osso". Não podíamos esperar menos da Pixar, mas é impressionante como eles conseguem manter a qualidade ano após ano.

Com as mudanças da regra do Oscar, permitindo 10 indicações na categoria de Melhor Filme, não me surpreenderia mas me alegraria enormemente ver Up sendo nominado. A Pixar merece.



Anticristo ★ ★
Lars von Trier. Antichrist. Dinamarca, Alemanha, França, Suécia, Itália e Polônia, 2009

Lars von Trier é um diretor versátil. Quem diria que o responsável pelo movimento Dogma, cujo objetivo era um cinema desprovido de "truques" como cenário e trilha sonora, produziria filmes tão díspares como um musical (Dançando no Escuro), uma comédia corporativa (O Grande Chefe) e dramas experimentais pesados (Dogville e Manderlay), sem no entanto, perder sua essência, sua persona artística.

Von Trier adiciona ao seu CV o gênero terror, através deste recente "Anticristo". Mas não esperem terror convencional. Um espectador desavisado poderia esperar algo semelhante a "A Profecia" (The Omen) em razão do seu título; não poderia estar mais enganado. O terror de Anticristo é mais causado pela psicologia (ou seria psicopatia?) que pelo sobrenatural. O que assusta é a natureza, principalmente a humana.

O diretor dinamarquês demonstra coragem ímpar com imagens que variam do sublime (a já clássica sequência inicial em que o casal de protagonistas faz sexo ao som da ária "Lascia ch'io Pianga" de Handel) ao chocante (a cena de mutilação sexual feminina). Isso não seria possível sem as performances excepcionais de Willem Dafoe e Charlotte Gainsbourg, completamente entregues aos difíceis papéis de "ele" e "ela" (os personagens não tem nomes).

Curioso efeito tem este filme de Von Trier: ao mesmo tempo em que chega a ser desagradável em certas partes, causa uma grata satisfação ao final perceber que algo difícil e inteligente ainda consiga ser realizado, considerando o padrão do cinema atual e seu público.



Arraste-me para o Inferno ★ ★
Sam Raimi. Drag Me To Hell. EUA, 2009

Assistindo a "Arraste-me para o Inferno", cheguei a conclusão que não é a quantidade de situações absurdas que faz um filme de terror ser ruim, o que acontece em grande parte das produções que se aventuram a explorar o gênero. Um dos pontos cruciais que enfraquecem a experiência cinematográfica é a reação dos personagens ao que acontece de surreal. E neste quesito, o filme que marca o retorno de Sam Raimi ao gênero que o consagrou vai além do satisfatório, produzindo um filme divertidíssimo.

"Arraste-me para o Inferno" acaba também se revelando um manual contra as convenções do gênero. Pra começo de conversa, a "heroína" do filme, Christine Brown, está longe de ser a mocinha boba de outras produções de terror: analista de crédito numa instituição bancária, ela nega crédito a uma velhinha cigana, num momento de ambição profissional - mas acaba sendo amaldiçoada pela velha. Christine não pestaneja ao matar seu gatinho de estimação, quando descobre que o sacrifício poderia aliviar da perseguição da "Lamia", ou o próprio dito-cujo. Christine também não hesita em comemorar ao vencer a velhinha maldita em uma luta que se torna cada vez mais absurda e nojenta (dentaduras saindo da boca sempre me causam aversão) - e é com muita satisfação que eu a ouvi proferindo a frase "I won, you old bitch", porque seria exatamente isso que se espera de uma pessoa normal, ainda que em um bizarro contexto sobrenatural. Também, nota-se que as minorias étnicas não são abatidas pelo vilão, coisa mais que comum no terror.

Mas "Arraste-me para o Inferno" vai além: investe em sustos a um intervalo de tempo periódico que provoca no espectador curiosa sensação: nos momentos de "calma", sabemos que receberemos um susto em breve, o que não é muito suficiente para evitá-lo (a menos que você se assuste com o que acontece do seu lado, como quando um pé apareceu do nada ao lado da minha amiga Kalynka). Sam Raimi investe em diferentes "mídias" de susto - a cara assustadora da cigana Sylvia Ganush aparece em lugares inimagináveis. Por outro lado, como um bom "terrir", há momentos hilários de exagero: como as nojentas secreções que insistem em perseguir a boca da pobre Christine, ou quando ela ameaçadoramente procura seu bichano para o abate.

Sam Raimi consegue a proeza de criar um contexto cinematográfico em que faz sentido a personagem Christine jogar uma bigorna na cabeça da velha maldita, a Sylvia Ganush. Quando cenas do tipo não ofendem a inteligência do espectador, o resultado é uma experiência divertida, com um final corajoso e coerente com o próprio título da obra.




© 2006 IMHO | Blogger Templates by GeckoandFly.
Nenhma parte do conteúdo desse blog pode ser reproduzido sem prévio consentimento do autor.